2º Edital do Fundo das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero

A ONU Mulheres abre a segunda etapa do edital para propostas do Fundo para a Igualdade de Gênero. O objetivo do Fundo é promover o empoderamento político e econômico das mulheres, duas áreas prioritárias do recém aprovado Plano Estratégico da agência da ONU (2012-2013).

O segundo edital do Fundo das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero (2011-2012) estará aberto entre os dias 12 e 23 de março de 2012. Podem se inscrever organizações governamentais e da sociedade civil que possuam propostas inovadoras e impactantes a fim de contribuir para o empoderamento das mulheres. O Fundo concederá financiamento às propostas escolhidas em países da África, América Latina e Caribe, Leste Europeu, Países Árabes, Ásia e Pacífico e Ásia Central.

As propostas devem ser enviadas em inglês, espanhol ou francês. Para a candidatura online, visite o site: http://www.unwomen.org/how-we-work/fund-for-gender-equality/application-guidelines/

Congresso Internacional Queering Paradigms IV – UERJ

O congresso internacional Queering Paradigms surgiu como uma estratégia acadêmico-político-científica de discutir e problematizar uma política homofóbica (mais tarde revogada) no campus da Canterbury Christ Church University, na Inglaterra no ano de 2008. Com um objetivo explicitamente inter/multidisciplinar, os congressos Queering Paradigms (QP), fundados pelo Dr. Burkhard Scherer, visam a discutir e problematizar os processos de normatização e de marginalização em sociedades contemporâneas.

Desde sua primeira organização, as discussões giraram ao redor de questões identitárias (não-normativas) e as implicações teórico-analítico-metodológicas que os estudos sobre essas identidades impõem às áreas de estudo que sobre elas se debruçam. O etos QP é um espaço amigável e colaborativo para acadêmicxs estabelecidxs e aspirantes debaterem e co-construírem novos conhecimentos.

O Programa Interdisciplinar de pós-graduação em Linguística Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o Programa de pós-graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e a Associação de Linguística Aplicada do Brasil irão organizar o Queering Paradigms 4, a ser realizado entre os dias 25-28 de julho de 2012.

O objetivo do congresso é analisar o status quo atual e os desafios para o futuro dos Estudos Queer e dos Estudos LGBTIQ a partir de uma perspectiva ampla, inter/multidisciplinar, com vistas a problematizar/desestabilizar (i.e. queer) os discursos e os paradigmas das inter-disciplinas. As comunicações, conferências e mesas-redondas discutirão as possibilidades e os potenciais de abordagens teóricas, analíticas e metodológicas queer nas ciências sociais e humanidades e os desafios que tais abordagem colocam para a pesquisa, ativismo político, educação, saúde, direito, religião, linguagem e outras instituições sociais.

Com isso, o congresso atrai várias disciplinas, como por exemplo, antropologia, sociologia, estudos da linguagem, teologia, ciência política, direito, medicina social, filosofia, geografia, psicologia social, reunindo, pelo apelo que a Teoria Queer e os estudos LGBTIQ tem internacionalmente, pesquisadores/as de vários países, constituindo, assim, um rico milieu para aprendizagem coletiva, desenvolvimento de agendas teórico-metodológicas para pesquisas de diferentes áreas e de problematização dos processos sociais, científicos e disciplinares de produção de normas e margens.

Clique aqui para visitar o site do evento e obter mais informações.

Palestra: “Sexualidade, Ciência e Profissão na Argentina” – UERJ

O cientista social e professor da Universidade de Buenos Aires, Daniel Jones, apresenta a palestra “Sexualidade, Ciência e Profissão na Argentina”. O pesquisador abordará como se configura atualmente o campo da sexologia na Argentina, dividido em duas vertentes – a sexologia clínica e a educação sexual – e o processo sócio histórico que possibilitou o desenvolvimento do campo naquele país. O evento será realizado no dia 16 de março, às 10h no Instituto de Medicina Social (IMS/UERJ), localizado no 7º andar – bloco E – Sala 7.003.

Daniel Jones é (Universidad de Buenos Aires, doutor em Ciências Sociais pela UBA e membro do Grupo de Estudios sobre Sexualidades – GES-IIGG-UBA). Na ocasião será discutido o desenvolvimento comparativo da sexologia na Argentina e no Brasil. Organização: CLAM. Coordenação: Jane Russo.

Fonte: IMS-UERJ e Pagu.

Grupo de Estudos e Pesquisa “Eneida de Moraes” (Gepem) – UFPA

A efervescência do feminismo, desde meados dos anos sessenta, estimulou o interesse pelos estudos de gênero, concorrendo para a emergência de um novo olhar da Ciência, numa base interdisciplinar, para esta área de reflexão.

Os frutos desta efervescência favoreceram a criação de programas de estudos nas universidades e demais instituições de pesquisa, responsáveis pelo estímulo à criação de grupos e núcleos de pesquisas sobre a mulher e as demais questões de gênero, em nível nacional e internacional.

No âmbito da Universidade Federal do Pará, esta nova área de conhecimento em torno das teorias de gênero suscitou a criação do Gepem – Grupo de Estudos e Pesquisas “Eneida de Moraes” –, em 1994, cujas associadas têm procurado refletir sobre os temas que sinalizam para a valorização dos Direitos Humanos.

Gepem é constituído por docentes, discentes, técnico-administrativos, pesquisadores e profissionais da UFPA e de outras instituições públicas e privadas, e dos movimentos de mulheres interessados na temática mulher e gênero. O Gepem tem uma coordenação colegiada exercida pelas professoras doutoras Maria Luzia Miranda Álvares (FACS/IFCH/UFPA) e Eunice Ferreira dos Santos (ICED/UFPA)

As linhas de pesquisa do grupo são: Mulher e Participação Política; Mulher, Relações de Trabalho, Meio Ambiente e Desenvolvimento; Gênero, Identidade e Cultura; Gênero, Arte/Comunicação, Literatura e Educação; Gênero, Saúde e Violência.

Clique aqui para visitar o site do Gepem.