Congresso Internacional Queering Paradigms IV – UERJ

O congresso internacional Queering Paradigms surgiu como uma estratégia acadêmico-político-científica de discutir e problematizar uma política homofóbica (mais tarde revogada) no campus da Canterbury Christ Church University, na Inglaterra no ano de 2008. Com um objetivo explicitamente inter/multidisciplinar, os congressos Queering Paradigms (QP), fundados pelo Dr. Burkhard Scherer, visam a discutir e problematizar os processos de normatização e de marginalização em sociedades contemporâneas.

Desde sua primeira organização, as discussões giraram ao redor de questões identitárias (não-normativas) e as implicações teórico-analítico-metodológicas que os estudos sobre essas identidades impõem às áreas de estudo que sobre elas se debruçam. O etos QP é um espaço amigável e colaborativo para acadêmicxs estabelecidxs e aspirantes debaterem e co-construírem novos conhecimentos.

O Programa Interdisciplinar de pós-graduação em Linguística Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o Programa de pós-graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e a Associação de Linguística Aplicada do Brasil irão organizar o Queering Paradigms 4, a ser realizado entre os dias 25-28 de julho de 2012.

O objetivo do congresso é analisar o status quo atual e os desafios para o futuro dos Estudos Queer e dos Estudos LGBTIQ a partir de uma perspectiva ampla, inter/multidisciplinar, com vistas a problematizar/desestabilizar (i.e. queer) os discursos e os paradigmas das inter-disciplinas. As comunicações, conferências e mesas-redondas discutirão as possibilidades e os potenciais de abordagens teóricas, analíticas e metodológicas queer nas ciências sociais e humanidades e os desafios que tais abordagem colocam para a pesquisa, ativismo político, educação, saúde, direito, religião, linguagem e outras instituições sociais.

Com isso, o congresso atrai várias disciplinas, como por exemplo, antropologia, sociologia, estudos da linguagem, teologia, ciência política, direito, medicina social, filosofia, geografia, psicologia social, reunindo, pelo apelo que a Teoria Queer e os estudos LGBTIQ tem internacionalmente, pesquisadores/as de vários países, constituindo, assim, um rico milieu para aprendizagem coletiva, desenvolvimento de agendas teórico-metodológicas para pesquisas de diferentes áreas e de problematização dos processos sociais, científicos e disciplinares de produção de normas e margens.

Clique aqui para visitar o site do evento e obter mais informações.

Palestra: “Sexualidade, Ciência e Profissão na Argentina” – UERJ

O cientista social e professor da Universidade de Buenos Aires, Daniel Jones, apresenta a palestra “Sexualidade, Ciência e Profissão na Argentina”. O pesquisador abordará como se configura atualmente o campo da sexologia na Argentina, dividido em duas vertentes – a sexologia clínica e a educação sexual – e o processo sócio histórico que possibilitou o desenvolvimento do campo naquele país. O evento será realizado no dia 16 de março, às 10h no Instituto de Medicina Social (IMS/UERJ), localizado no 7º andar – bloco E – Sala 7.003.

Daniel Jones é (Universidad de Buenos Aires, doutor em Ciências Sociais pela UBA e membro do Grupo de Estudios sobre Sexualidades – GES-IIGG-UBA). Na ocasião será discutido o desenvolvimento comparativo da sexologia na Argentina e no Brasil. Organização: CLAM. Coordenação: Jane Russo.

Fonte: IMS-UERJ e Pagu.

“Sarau das Brejeiras” dia 8 de março

No Dia internacional da Mulher a Editora Malagueta realizará um “sarau das brejeiras” na Casa das Rosas. Haverá lançamento do novo livro de Karina Dias, “Diário de uma garota atrevida”, (autora de “Aquele dia junto ao Mar”) e pocket show de Laura Finocchiaro. Durante o sarau, você pode participar leno algum poema ou trecho de romance.

A Editora Malagueta é “um grupo de mulheres lésbicas que se reuniu para publicar livros para lésbicas”, dirigida por Laura Bacellar. Você pode conhecer o trabalho das gurias no site: http://www.editoramalagueta.com.br/

Serviço:
Sarau da Brejeiras
– Lançamento de “Diário de uma garota atrevida”, com Karina Dias
– Pocket show de Laura Finocchiaro
Dia 8 de março, quinta-feira, das 19 às 22 horas
Local: Casa das Rosas, Avenida Paulista, 37 – Próx. Metrô Brigadeiro – São Paulo – SP

Dia da Visibilidade Trans: UFMG realiza evento para comemorar a data

Na próxima segunda-feira, 30, a partir das 18h, será comemorado no Centro Cultural UFMG o Dia da Visibilidade Trans, celebrado oficialmente em todo país no dia 29 de janeiro. O evento é promovido pelo Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT da UFMG (NUH/UFMG), pelo Núcleo Trans do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual (Cellos – Trans) e parceiros como a Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania LGBT e a Coordenação Municipal de DST-Aids.

De acordo com Liliane Anderson, integrante do NUH/UFMG e uma das organizadoras do evento, a comemoração contará com diversos nomes importantes para a defesa dos direitos de travestis e transexuais do Brasil: “Buscamos trazer nomes que vêm atuando de maneira forte na defesa dos direitos de travestis e transexuais de todo o Brasil, como Leonardo Tenório, da Articulação de Homens Trans de Recife, a pedagoga Tatiana Araújo, presidente da Associação de Travestis e Transexuais de Sergipe, e a assistente social Thais Souza, do Centro de Referência LGBT de São Paulo”.

De acordo com a vice-presidente do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual (Cellos-MG) e coordenadora do Cellos-Trans, Anyky Lima, o dia da visibilidade trans é de festa mas também de luta contra a exclusão social. “Muitos dos nossos direitos ainda são negados. A visibilidade pode ajudar a diminuir a violência que sofremos”, ela explica.

Além das mesas-redondas, a programação contará com a exibição de vídeos e fotos. Serão feitas também homenagens a Tomba Homem, travesti amiga da célebre Madame Satã, e a Priscila Brandão, assassinada em Belo Horizonte no início de março de 2011.

O evento é aberto ao público. Outras informações pelo telefone 3409-6287. O evento está previsto para ocorrer na Av. Antônio Carlos, 6627, Pampulha. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3409-6287.

Fonte: Portal da UFMG

Dia da Visibilidade Trans: Campanha e calendário da prefeitura de Vitória da Conquista

Em Vitória da Conquista, a prefeitura tomou a iniciativa de divulgar o Dia Nacional da Visibilidade Trans por meio de uma campanha publicitária, valorizando o combate ao preconceito. Dentro das ações da campanha, no próximo dia 05 de fevereiro, a partir das 16h, acontecerá, no Centro de Convivência do Idoso, uma reunião com travestis e transexuais, com o intuito de discutir ações que possam garantir o respeito à identidade de gênero dessa parcela da população. Além disso, entre o final de maio e o início de junho, Vitória da Conquista sediará o III Encontro de Travestis e Transexuais do estado da Bahia. No evento, serão discutidas temáticas relacionas a garantia de direitos dessa parcela da população.

Fonte: vitoriadaconquista.com.br
Leia aqui a matéria na íntegra.